Centro de Cultura Chinesa abre no próximo mês

Abre no próximo mês o Centro de Cultura Chinesa que vai funcionar no Instituto Politécnico de Bragança (IPB).
O objectivo do centro é leccionar o Mandarim e divulgar a cultura chinesa para abrir portas de negócios portugueses na China. Com a vinda dos alunos provenientes de diversas universidades da República Popular da China, o IPB cria agora em parceria com a universidade de Pequim um Centro de Cultura Chinesa.
“Queremos é que seja um centro de cultura chinesa da cidade e da região, portanto com uma capacidade de abrangência que vá para além do politécnico e para além de Bragança e que consiga abranger a grande região de Trás-os-Montes”, afirma o Presidente do IPB, Sobrinho Teixeira.
O centro entra em funcionamento no dia 15 de Outubro e começa por leccionar o Mandarim. “Ele vai ter uma capacidade de leccionação de aulas em Mandarim, vai evoluir depois para um centro Confúcio, para além da divulgação da cultura e língua chinesa, vai também emanar de Bragança a cultura e língua portuguesa para alguns locais da República Popular da China”, salienta o presidente.
O centro visa, ainda, promover a ligação entre empresários transmontanos e chineses, para que através da cultura se consolidem negócios. “Promover a interligação entre empresários desta região e empresários da república popular da china através da cultura se consolidarem negócios”, conclui Sobrinho Teixeira.
De referir que o IPB mantém já uma relação de dois anos com a Universidade de Pequim, da qual resulta a mobilidade de alunos e docentes. O IPB e a Universidade de Pequim a investir na cultura internacional.
Publicado em ‘Rádio Brigantia‘.