CHNE e Escola Agrária valorizam Quinta da Trajinha em parceria

O CHNE – Centro Hospitalar do Nordeste e a ESAB – Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Bragança celebraram um Protocolo de Cooperação, com vista à valorização da Quinta da Trajinha, onde o CHNE dispõe de uma Unidade de Internamento de Doentes Crónicos na área da Psiquiatria, inserida numa área de 25 ha de terreno, única na Região.

Assim, e no sentido quer de tirar partido da mais-valia terapêutica do espaço da Quinta da Trajinha, quer para melhor valorizar os recursos materiais (animais, produções vegetais, terrenos agrícolas…) aí existentes, o Centro Hospitalar do Nordeste e a Escola Superior Agrária de Bragança estão a promover e a levar a cabo trabalhos de campo, como intervenções nos terrenos agrícolas, sementeiras, podas, maneio de animais, entre outras, acções estas que são coordenadas e executadas por técnicos da ESAB, mas que contam também com a participação dos doentes, devidamente integrados pelas equipas de saúde que os acompanham.

De salientar que esta parceria entre o CHNE e a ESAB veio reforçar o Projecto UDEP, que o Centro Hospitalar do Nordeste está a desenvolver no âmbito da Iniciativa Comunitária de Cooperação Transfronteiriça INTERREG III-A, e cujo objectivo central é o tratamento e a reabilitação de doentes crónicos de Psiquiatria, nomeadamente através da prática de actividades laborais, em particular na área agrícola.

Publicado em ‘CHNE Comunicar 0‘.

MBA é determinante na hora de escolher quem contratar

A frequência de um MBA da Católica é um factor determinante na escolha de futuros quadros” do Millennium BCP, garante Paulo Teixeira Pinto, presidente do banco.

Madalena Queirós

“Cada vez mais a qualificação e o conhecimento teórico aplicado a uma realidade prática é um pressuposto” para a contratação de quadros, garantiu Teixeira Pinto no seu discurso no jantar que juntou mais de 250 antigos alunos do MBA da Católica (UCP). Ao longo de mais 15 anos esta pós-graduação formou mais de 1300 ‘alumnni’ (antigos alunos) que, actualmente, ocupam cargos de topo em empresas de quase todos os sectores de actividade em Portugal. Cria-se assim uma rede de contactos que a UCP pretende reforçar e dinamizar.


Publicado no jornal ‘Diário Económico‘ de hoje.

“Não quero acreditar que a reordenação já esteja preparada”

O presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP) acredita que a reorganização da rede de ensino superior só será conhecida depois da reflexão sobre os resultados do relatório da OCDE, que será conhecida a 13 Dezembro.

Susana Represas

Luciano de Almeida confessa que “se resultados ainda não são conhecidos, acharia estranho que já houvesse uma reorganização da rede e se estivesse à espera do relatório como pura formalidade para o justificar”. Luciano de Almeida é peremptório ao considerar essa hipótese “inaceitável”. O presidente do CCISP admite que, quando Mariano Gago se refere ao início do processo de reorganização em Janeiro, “fala precisamente na colocação à discussão dos resultados do relatório da OCDE, para que a partir desse resultados se construa um projecto de reorganização da rede”.


Publicado no jornal ‘Diário Económico‘ de hoje.

A revolução no mapa do ensino superior passa por fusões e integrações

O mapa do ensino superior vai mudar radicalmente.

Madalena Queirós �e Susana Represas

Para aumentar a competitividade internacional, a sul vai surgir uma rede das instituições públicas de ensino superior com universidades e institutos portugueses e universidades espanholas, criando a Região do Conhecimento do Sudoeste Ibérico.
Do lado português, entram as universidades do Algarve e Évora e institutos politécnicos de Beja e Portalegre. Do lado espanhol entram as universidades de Cadiz, Huelva e Extremadura.


Publicado no jornal ‘Diário Económico‘ de hoje.

Gago cria grupo de trabalho com reitores sobre OE

A criação de grupos de trabalho “para procurar soluções para os problemas do Orçamento” foi o único resultado da reunião do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior com a comissão permanente do Conselho de Reitores (CRUP), realizada ontem, apurou o DE.

A dois dias da aprovação final do Orçamento de Estado 2007, Mariano Gago, recebeu os reitores numa reunião que não foi divulgada. Mas a expectativa é baixa quanto a eventuais cedências do Governo até porque nas propostas de alteração ao OE apresentadas pelo PS não consta qualquer alteração relativa ao ensino superior.


Publicado no jornal ‘Diário Económico‘ de hoje.