Ministro da Cultura de Cabo Verde participou em encontro de estudantes do seu país

No fim-de-semana pro­longado Bragança acolheu um encontro de jovens cabo-verdianos que estudam em estabelecimentos do ensino superior em Portugal. Mais de mil estudantes participaram neste 22º en­contro, que contou com a presença do Ministro da Cul­tura e Indústrias Criativas de Cabo Verde, Abraão Vicente e com o assessor da embaixa­da em Lisboa, João Silva. Um sarau cultural en­cheu o Teatro Municipal e durante os três dias realiza­ram-se atividades despor­tivas e de convívio, pales­tras e um workshop de Fu­naná, uma dança típica da­quele país, que está a fazer sucesso pelo mundo inteiro e, em Bragança, atraiu alu­nos de outras paragens que também estudam no Institu­to Politécnico.
A comunidade de estu­dantes cabo-verdianos já atin­ge cerca de 600 pessoas e, por isso, um dos projetos em análise foi a localização da sede da Associação de Es­tudantes Cabo-Verdianos em Portugal poder vir a locali­zar-se na capital do distri­to. Sandra Ngokwey, atual presidente da associação lo­cal de estudantes africanos, uma cabo-verdiana que tam­bém tem origens no Congo, está convencida que essa ex­pectativa se virá a concreti­zar, contando com o apoio dos responsáveis do IPB e do município brigantino.
Sobre dificuldades que têm sido divulgadas no que respeita ao alojamento de estudantes na cidade, San­dra Ngokwey considera que tais dificuldades só existi­ram enquanto os alunos estrangeiros procuraram alo­jamento preferencialmen­te nas proximidades das es­colas, já que ao alargarem a procura a outras zonas da ci­dade o problema ficou muito atenuado.
Adiantou ainda que o mu­nicípio de Bragança já mos­trou disponibilidade para es­tudar novas frequências e li­nhas para os transportes ur­banos, de modo a facilitar a mobilidade da população es­tudantil que procura Bragan­ça todos os anos.
Quanto às perspetivas de o IPB continuar a atrair mais jovens de Cabo Verde, garan­tiu que o fluxo tende a au­mentar, até porque em ter­mos financeiros não é tão pe­sado estudar em Bragança como acontece nas grandes cidades.
A associação anuncia ain­da que, em breve, a cidade de Bragança poderá ter a visi­ta do Primeiro Ministro e do Presidente da República de Cabo Verde.

Publicado por: “Jornal Nordeste”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

13 + fourteen =