Bragança: Universidades de Língua Portuguesa estiveram reunidas no IPB

Mobilidade de alunos, graus académicos, dupla titularidade fgoram alguns dos assuntos em debate no encontro que juntou mais de 400 académicos de oito países dos CPLP e Região Administrativa de Macau.

Do XXI Encontro das Associações das Universidades de Língua Portuguesa (AULP) realizado esta semana em Bragança resultou a criação de um programa de mobilidade de alunos, um género de Erasmus Lusófono. Sobrinho Teixeira, presidente do IPB, destaca o investimento do Brasil neste projecto que vai rondar os cinco milhões de dólares nos próximos cinco anos:

“Saiu a decisão de implementar equipas de trabalho para a criação de graus conjuntos e mobilidade. O professor Campolina anunciou aqui a disponibilidade do Brasil para injectar um fundo de cerca de cinco milhões de dólares nos próximos cinco anos para promover essa mobilidade naquilo que o IPB já foi Pioneiro e sem financiamento”.

Também a Região Administrativa de Macau vai investir no programa de Mobilidade. No próximo ano lectivo espera-se que uma centena de alunos integre o Erasmus Lusófono. Já a partir de Agosto alunos do Politécnico vão para Macau e vice-versa.

Outro assunto em debate do encontro das AULP foi o reconhecimento comum de diplomas e graus académicos. Sobrinho Teixeira destaca a importância de um curso em Portugal ser reconhecido nos países onde se fala a língua de Camões:

“Falou-se sobretudo como harmonizar a dificuldade que existe entre países que não aderiram ao processo de Bolonha como o Brasil e países de África. Reparem na importância que tem um curso administrado em Portugal ser reconhecido em Angola, no Brasil ou outro país de expressão portuguesa”.

A sessão de encerramento contou ainda com uma conferência de Joaquim Chissano. O ex-presidente de Moçambique falou aos participantes através de vídeo-conferência.

Foi ainda eleita a nova direcção da AULP para o próximo triénio, Jorge Ferrão da Universidade de Lurio em Monçambique sucede a Clécio Campolina da Universidade Federal de Minas Gerais no Brasil.
Simultaneamente ao encontro decorreu uma Feira de Cooperação do Ensino Superior de Língua Portuguesa. Na cerimónia de encerramento foi ainda lançado o Livro relativo ao XXI Encontro da Associação de Universidades de Língua Portuguesa.
Mais de 400 académicos dos oito países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e da Região Administrativa de Macau estiveram em Bragança onde discutiram “Novas formas de cooperação, espaços de convergência nos países lusófonos”.
Publicado em ‘RBA‘.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

two × 5 =