Strengthening Ties with Foreign Colleagues

On the 27thof February Professor Miguel Jose Rodrigues Vilas-Boas, Director of the School of Agriculture and Professor Luis de Sousa Costa, representatives of the Polytechnic Institute of Braganca (Portugal), visited our university. Professor Costa, former graduate of our university, visited his alma mater again, while Professor Vilas-Boas visited Russia for the first time. The visit’s objective was to discuss the issues of mutually beneficial international cooperation between our educational institutions. Business negotiations between our guests and the KubSAU management, including Aleksey Petukh, Vice-Rector on Education and Tatiana Polutina, Vice-Rector on International and Youth Policy, took place on the first day of their visit. The meeting was attended by deans of agriculture-related departments, honorary professors and young scientists of our university. For instance, they discussed technologies of agricultural activities in the regions of Portugal and Krasnodar Territory. They also raised issues of organizing student long-term academic exchanges and developing programs of short-term internships for students and lecturers of partner educational institutions in various fields of education. A special attention was paid to the implementation of parallel education program, current research areas in our educational institutions and planning of joint researches and joint publications within the framework of SCOPUS and WEBofSCIENCE. After a productive discussion the guests attended meetings at the Preparatory Department of our university and the Biotechnology Research Center. Next day the foreign scientists have conducted lectures for the students of Agronomy and Ecology Departments and Zootechnics Department. During the remaining part of their visit professors are planning to visit Krasnodarskoye and Kuban experimentary agro-enterprises, Abrau-Durso Public Company enterprise as well as Krasnodar sightseeing tours.

Publicado por: Kuban State Agarian University

UAlg e IPB assinam protocolo de colaboração

Mais de 100 docentes assistiram hoje, dia 14 de setembro, a uma sessão sobre “O processo Design Thinking como potenciador da motivação para a aprendizagem”. No início da sessão, a Universidade do Algarve (UAlg) e o Instituto Politécnico de Bragança (IPB) assinaram um Protocolo Específico de Cooperação que visa a promoção de iniciativas conducentes à cooperação pedagógica, científica e técnica entre o IPB e a UAlg.
Esta sessão, aberta a todos os interessados, foi dinamizada por Ana Galvão, professora do Instituto Politécnico de Bragança, que se encontra a realizar um pós-doutoramento na UAlg, orientado por Saúl Neves de Jesus, sobre o tema “O Coaching Psicológico como Catalisador para o Empreendedorismo na População de Jovens Universitários”.
No sentido de enquadrar este pós-doutoramento e outras colaborações que possam contribuir para estratégias conjuntas de promoção do sucesso académico dos estudantes, o IPB e a UAlg procurarão desenvolver ações que reduzam o abandono dos ciclos de estudos e promovam competências empreendedoras dos estudantes destas duas instituições, bem como o desenvolvimento de competências transversais nos professores e nos estudantes das mesmas.
A iniciativa foi organizada pelo Gabinete de Apoio à Inovação Pedagógica (GAIP) da UAlg.

Publicado por: “Universidade do Algarve”

IPB assina protocolos de colaboração com Timor e Argentina

São já 65 os países com quem o Instituto Politécnico de Bragança tem protocolos nas áreas da formação e da mobilidade de alunos, professores e docentes.
O Instituto Politécnico de Bragança (IPB) e o Instituto Politécnico de Betano, em Timor, assinaram, na sexta-feira, um protocolo de colaboração, que inclui a mobilidade de alunos, docentes e funcionários das duas instituições.
A ligação entre dois estabelecimentos de ensino já vem de longe, mas só agora foi oficializada e protocolada.
A colaboração refere-se a dois cursos nas áreas da produção animal, construção civil, agronomia e mecânica para o intercâmbio de alunos, docentes e funcionários, e a realização de mestrados.
“Este protocolo tem três termos aditivos que prevêem, desde logo, o intercâmbio de alunos. Nós podemos receber alunos, em regime de mobilidade idêntico ao programa de Erasmus, do Politécnico de Betano e os nossos também podem ir para Timor, com condições asseguradas em termos de alojamento e alimentação. A mesma coisa para os docentes e funcionários. Perspectiva-se ainda a vinda de professores de Betano, que vão obter, em Bragança, formação a nível dos nossos mestrados”, explicou Sobrinho Teixeira, presidente do IPB.
O protocolo com Timor estende-se ao turismo através da Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo de Mirandela governo de Timor vai avançar com uma escola de turismo, em Lospalos, e o Politécnico de Bragança vai ajudar na formação neste sector.
Num país em que o desenvolvimento económico depende muito da produção de petróleo, Abel Ximenes considera que o turismo é uma aposta fundamental.
“Este sector é muito importante, não só para colocar produtos de Timor em qualquer parte do mundo, mas também para recebermos visitas
de todo o mundo. Queremos trabalhar para não estarmos tão dependentes do petróleo”, disse o vice-ministro da educação de Timor.
Na escolha do IPB como parceiro na área da formação em turismo pesou, segundo Abel Ximenes, a “qualidade de trabalho do IPB, a liderança do instituto, os resultados na formação e a relação com parceiros internacionais”
Entretanto, o IPB acertou mais duas parcerias internacionais, uma com a Universidade do Pará, no Brasil, e outra com a Universidade Tecnológica Nacional da Argentina. Estes protocolos são fruto da cotação do politécnico nos rankings de instituições de ensino. “O IPB é uma bandeira a nível nacional e tudo o que aparece nos rankings está a dar fruto. Quatro vezes consecutivas como melhor politécnico e este ano estar entre as três melhores instituições a nível nacional acaba por ter repercussões”, afirmou o presidente do IPB.
Depois das assinaturas dos protocolos com Timor e Argentina sobe para 65 o número de países com quem o IPB tem parcerias.

Publicado em: “Jornal Nordeste”